Exclusivo

Primeira sala de chuto do Porto continua por abrir

Primeira sala de chuto do Porto continua por abrir

Estava prevista para o mês passado, mas processo ainda não está concluído. Vereador que tutelava o projeto não conseguiu ser eleito nas autárquicas.

O Porto continua sem ter uma sala de consumo de droga assistido. A abertura do primeiro equipamento do género na cidade estava previsto para o mês passado, mas o processo continua por concluir, mais de um ano depois de assinado o acordo para a criação desta resposta. As propostas para gerir o espaço ainda estão a ser analisadas, referiu a Câmara. Entretanto, o tráfico e o consumo de droga proliferam em algumas zonas da cidade, sobretudo junto aos bairros municipais, com toxicodependentes a consumir à frente de quem circula na via pública.

Paulo "Careca" é consumidor desde 1975. "Em 78, fui a Marrocos para ver se a erva deles era melhor do que a daqui", recorda, afirmando-se cansado de décadas de dependência. Tem 63 anos e, de sorriso aberto, confessa que já não acredita que a sala vai ser criada. Está nas escadas de acesso do Bairro das Condominhas à Rua de Diogo Botelho. "O tráfico devia ser legalizado. Só assim é que isto tudo terminava", considera.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG