Premium

Professor agredido a soco e a pontapé por aluno de 12 anos no Porto

Professor agredido a soco e a pontapé por aluno de 12 anos no Porto

Estudante partiu lâmpada com uma bola dentro da sala e foi repreendido. Antes da agressão, ligou ao pai em plena aula.

O aluno entrou na aula e na brincadeira partiu com uma bola a lâmpada do teto da sala da Escola Básica Francisco Torrinha, no Porto. Foi chamado à atenção pelo professor, mas não gostou de ser admoestado e partiu para a agressão. O docente de 63 anos acabou por ser brutalmente agredido com murros e um pontapé nos testículos. O jovem tem 12 anos e o caso já seguiu para o Ministério Público.

A comunidade escolar -, a escola pertence ao agrupamento Garcia de Orta -, ainda está em choque com o que aconteceu ao final da tarde da passada sexta-feira, há precisamente uma semana. A vítima, Aurélio Terra, professor de Educação Visual e de Educação Cívica, não quer falar da agressão. O mesmo se passa com a Associação de Pais. A escola, na voz do diretor do agrupamento, Rui Fonseca, diz que este "é um caso isolado num estabelecimento escolar tranquilo". O caso foi comunicado à PSP e "seguirá agora os trâmites legais. Internamente foi aberto um inquérito para se apurar as circunstâncias da agressão".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG