Coronavírus

Proteção Civil do Porto ativa plano distrital de emergência devido à Covid-19

Proteção Civil do Porto ativa plano distrital de emergência devido à Covid-19

A Comissão Distrital de Proteção Civil do Porto decidiu este domingo ativar o plano distrital de emergência devido ao aumento de casos de Covid-19 para permitir a requisição imediata de bens e serviços, públicos e privados, sem despacho do Governo.

A ativação do plano de emergência distrital está apenas a aguardar autorização do Ministério da Administração Interna (MAI).

A decisão foi tomada numa reunião realizada ao final da tarde deste domingo com a presença de diversas entidades que constituem a Comissão. O pedido seguiu para Eduardo Cabrita, esperando-se agora apenas um formalismo por parte do Governo.

Ao JN, o presidente da Comissão Distrital de Proteção Civil, Marco Martins, que é autarca de Gondomar, explicou que a ativação do plano, decidida por unanimidade, teve por base o aumento do número dos casos de infetados, a previsão de que o número irá disparar ainda mais e a falta de material, como equipamentos de proteção individual.

Marco Martins explica que "as circunstâncias obrigam a ativar este plano de emergência distrital, que dá às forças e às entidades que integram a comissão uma capacidade de atuação mais ampla do que aquela que foi determinada com a ativação do estado de emergência nacional, que obriga sempre a despacho do Governo para uma requisição". O plano de emergência distrital já foi ativado devido aos graves incêndios florestais.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG