Exclusivo

Quem não separar o lixo no Porto vai ser multado

Quem não separar o lixo no Porto vai ser multado

Agentes de sensibilização da empresa municipal alertam para coimas a partir de janeiro.

"Temos de nos preocupar com o meio ambiente e é só separar o lixo, não custa nada". As palavras de Modesto Mainet, cubano que há dois anos trabalha num restaurante da Rua das Flores, não refletem ainda um modo de pensar geral. Por isso, é preciso convencer as pessoas a fazer a separação de resíduos e a correta deposição nos contentores. Desde agosto, a Empresa Municipal de Ambiente do Porto tem em marcha uma campanha de sensibilização junto de ecopontos, em restaurantes e em moradias. Uma das mensagens a passar é que, a partir de janeiro, regressam as multas.

O Largo dos Loios é uma das zonas de maior pressão e foi lá que o JN encontrou Pedro Vieira. "Regra geral, as pessoas gostam de ser abordadas e aceitam bem", contou o agente de sensibilização, que nos alertou para algo que é muito comum: haver lixo no chão quando os contentores ainda estão longe de atingir o limite. Um dos motivos é a boca dos dispositivos enterrados, que tem uma espécie de tômbola, nada prática para volumes maiores. Isso está a ser corrigido.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG