Resíduos

Reciclagem no Porto aumenta 50% em três anos

Reciclagem no Porto aumenta 50% em três anos

De 2016 a 2019, o Porto aumentou em 50% os níveis de reciclagem. Este é um dos indicadores mais relevantes apresentados pelo Município, em jeito de balanço do trabalho desenvolvido pela Porto Ambiente, empresa municipal constituída em 2017.

A tarifa de resíduos é, em todo o universo da rede Lipor, a mais económica para o utilizador doméstico, e a internalização dos serviços através da Porto Ambiente permitiu ao município assegurar a limpeza do espaço público com um aumento de apenas 35% do valor que, antigamente, era pago por metade do território.

Mas há mais números que deixam a Câmara do Porto convicta de que tomou a decisão certa ao romper com uma concessão antiga, cujos últimos contratos terminaram há cerca de três anos: o nível de despesa de 2019 e 2020 apresentado pela Porto Ambiente foi significativamente inferior ao de 2015 e 2016, ao ponto de "a comparticipação do Município para o equilíbrio do sistema passar de 6,5 milhões de euros em 2015 para 0 em 2020, deixando assim as taxas e impostos municipais de suportar o encargo com resíduos".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG