Porto e Vila Nova de gaia

Regata no rio para brindar ao Douro  

Regata no rio para brindar ao Douro  

A XXV regata dos barcos rabelos no Douro irá atrair, esta terça-feira, milhares de visitantes às ribeiras do Porto e Gaia. Como sempre, os concorrentes vão mostrar a arte de bem navegar num rio intimamente ligado à história do vinho do Porto. Será mais uma festa.

Não é uma regata qualquer aquela que, uma vez mais, irá ser promovida pela Confraria do Vinho do Porto, antes, uma maneira de lembrar a importância dos néctares produzidos nas terras xistosas do Alto Douro Vinhateiro e também, uma homenagem aos homens e mulheres ligadas à cultura do vinho e da vinha.

A iniciativa que, pelo vigésimo quinto ano anima o rio Douro na tarde de S. João, visa difundir, promover e consolidar a imagem de marca do vinho do Porto no mundo. Por outro lado, pretende cumprir uma tradição antiga, já que era em embarcações deste tipo que se transportavam pipas desde o Alto Douro Vinhateiro até aos armazéns localizados no casco antigo de Vila Nova de Gaia.

Mas existem outros atractivos para dar sentido aquele que é vista como festa mais democrática do mundo. Nos jardins do Palácio de Cristal, junto à concha acústica, a PortoLazer promove, às 17 horas, um concerto de S. João, com a Banda Sinfónica Portuguesa e caso exista tempo e vontade de percorrer outros lugares porque não, então, aproveitar a efeméride para visitar os interiores das principais igrejas do Porto e admirar as imagens e pinturas alusivas ao S. João.

Refeito da noitada e de tanto caminhar, será tempo de marcar na agenda as tradicionais rusgas de S. João que, uma vez mais, vão ter lugar no próximo sábado, na Avenida dos Aliados, com o apoio da PortoLazer e das juntas.

Existe ainda, outra atracção capaz de suscitar vários olhares. Trata-se da iniciativa Porto a Subir que, no sábado, irá ocorrer na Escadaria dos Guindais e Codeçal, paredes meias com a "Ribeira Negra", de Júlio Resende.

Quem não quiser sair do seu canteiro, há bailaricos na Praça da Alegria, ao Bonfim (com o conjunto "Olhos de Água"), mas também, nos jardins do Passeio Alegre, na Foz do Douro, em Miragaia, S. Nicolau, Vitória e na Sé. Um pouco por todo o lado, celebra-se o S. João de várias maneiras, mas a animação está garantida para todos. Só basta entrar na festança.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG