Polémica

Rui Moreira critica "portofobia" da TVI e Sérgio Figueiredo fala em "erro grosseiro"

Rui Moreira critica "portofobia" da TVI e Sérgio Figueiredo fala em "erro grosseiro"

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, publicou esta terça-feira um texto no Facebook contra uma peça jornalística da TVI, que concluía num oráculo que a população do Norte era "menos educada" e por isso apresenta mais casos de infeção por Covid-19.

Na frase que apareceu durante a transmissão de uma reportagem lê-se: "População menos educada, mais pobre, envelhecida e concentrada em lares".

A reposta do autarca não tardou e Rui Moreira critica o que diz ser a 'portofobia.' Um sentimento arreigado em pessoas que acham que 'este país' seria melhor sem 'o Norte'"

Rui Moreira ironiza as conclusões da reportagem: "a ser coerente, permitir-nos-ia ainda concluir que os habitantes de Castelo Branco - onde não existe qualquer caso - são infinitamente mais bem-educados do que todos os lisboetas e milaneses".

À TVI, o presidente da autarquia pede que "contribua nesta campanha de informação correta, rigorosa e clara e que não leve à criação de estigmas e mitos que, no limite, prejudicam o combate à doença".

Pedido de desculpas

O diretor de informação da TVI, Sérgio Figueiredo, publicou um pedido de desculpas, pela mesma via.

Através de um um post no Facebook explicou que apesar das "condições terríveis" em que se trabalha nas redações atualmente, isso "não justifica, porém, a construção de uma frase infeliz no ecrã, nem a parte do texto que a suportava. Nomeadamente aquela que, entre as razões demográficas e sociológicas indagadas, sugeria níveis de educação abaixo da media nacional. Essa frase foi por muitos interpretada como uma ofensa às gentes do Norte - o que não era evidentemente o nosso propósito".

Sérgio Figueiredo explica que o "erro grosseiro", que não foi previamente detetado, não pode ofuscar o trabalho diário da estação. "Pedimos desculpas por um erro que somos os primeiros a lamentar, temos a convicção que a TVI não deve a ninguém, em esforço, em tempo de antena, em grandes eventos desportivos e culturais que promovemos ou patrocinamos, a relevância que o Norte merece e justifica na mancha de cobertura informativa que diariamente, semana após semana, anos a fio, aqui lhe temos dedicado e que continuaremos a fazê-lo", acrescenta.

Outras Notícias