Autárquicas 2021

Rui Moreira: "Estamos habituados a ter queixinhas"

Rui Moreira: "Estamos habituados a ter queixinhas"

Rui Moreira acusou, esta quinta-feira, os seus dois adversários mais diretos na corrida à Câmara do Poro de tentarem "ganhar nos bastidores", ao criarem fait-divers na campanha com "queixinhas". "Estamos habituados a ter queixinhas", disse, em relação a denúncias do PSD e do PS.

Em causa, queixas do PSD e do PS apresenradas à Comissão Nacional de Eleições (CNE) contra a candidatura independente do presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira. Queixas que Rui Moreira desvalorizou, à margem de uma visita, esta quinta-feira, ao Bairro da Rainha D. Leonor, e que até lhe provocaram gargalhadas.

"Estamos habituados, em todas as eleições, a ter queixinhas, à tentativa de inviabilizarem a nossa candidatura e o nosso trabalho", disse Rui Moreira, numa alusão aos pedidos de impugnação da sua lista pelos rivais sociais-democratas.

Para Rui Moreira, "as queixinhas" são típicas "de quem não tem argumentos, de quem sente que as coisas não estão a correr bem". "É altamente motivador, porque, normalmente quem tenta ganhar as coisas nos bastidores, é porque está a perder no campo", atirou o autarca independente, numa indireta às candidaturas do socialista Tiago Barbosa Ribeiro e do social-democrata Vladimiro Feliz.

Quanto à queixa do PS, referente ao uso no seu jornal de campanha de uma fotografia do presidente da Junta de Campanha, Rui Moreira considerou "muti estranha" e "ridícula", garantindo que Ernesto Santos consentiu.

"Resolvemos não apresentar uma candidatura à Junta de Freguesia de Campanha, porque temos encontrado naquela Junta um parceiro muito importante. O PS só tem uma Junta de Freguesia, não tem conseguido mais nenhuma vitória desde o inicio do século. Se apresentássemos uma lista, era muito provável que ganhássemos. Eu não quero derrotar quem tem sido nosso aliado", explicou Rui Moreira, depois de uma visita às instalações da Polícia Municipal do Porto.

"É uma coisa absolutamente ridícula", prosseguiu, atribuindo a queixa do PS a guerras internas. "São questões entre militâncias do PS. Provavelmente são zangas do candidato com a estrutura. O bom PS compreende perfeitamente", atirou, considerando que se tratam de "fait-divers da campanha".

PUB

Quanto à acusação do PSD de plágio em relação ao programa eleitoral de Vladimiro Feliz, Rui Moreira, primeiro, soltou uma gargalhada, depois lembrou que os manifestos eleitorais das duas candidaturas foram elaborados por professores universitários. "Quando o PSD esteve no poder, tentou privatizar 49% da Águas do Porto. Isos é que eu quero saber, isso é que interessa às pessoas, é se o PSD continua a achar que a Águas do Porto deve ser privatizada", contra-atacou.

Já em relação a uma carta enviada aos encarregados de educação, que o PSD considerou ser publicidade, o autarca e candidato explicou que continha informações sobre o início do ano escolar e, assegurou, que tinha um conteúdo idêntico a muitas outras que a Câmara do Porto fez quando Rui Rio era presidente. "A Câmara Municipal do Porto tem o dever de informar as pessoas sobre o que vai acontecer na edução. Isto não é publicadade nenhuma . O que não se vê nos meus cartazes é essas promesas ou esses feitos", rematou Rui Moreira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG