O Jogo ao Vivo

Porto

Rui Moreira quer STCP exclusiva no metrobus da Avenida da Boavista

Rui Moreira quer STCP exclusiva no metrobus da Avenida da Boavista

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, quer que seja a STCP a operar, em exclusivo, o futuro corredor de metrobus na Avenida da Boavista. E anunciou que o contrato de serviço público da operadora, que termina em 2024, será prolongado por mais 10 anos.

As novidades foram dadas num encontro com as organizações representativas dos trabalhadores, durante o qual foram apresentadas as linhas gerais do futuro da empresa, que passou para as mãos dos municípios no início deste ano.

É ao Município do Porto, enquanto acionista maioritário, que cabe a gestão da STCP. Os autocarros também servem Gaia, Matosinhos, Gondomar, Maia e Valongo.

Na sessão, em que também participou a vereadora dos Transportes, Cristina Pimentel, foi explicado que a aposta passa pela melhoria da oferta e da qualidade do serviço da operadora pública.

"Uma das novidades transmitidas na reunião prendeu-se ainda com a garantia do presidente da Câmara do Porto de que o contrato de serviço público da empresa que termina em 2024 será, durante este ano, alvo de uma reestruturação, para que seja renovado por um período de mais dez anos. Esta decisão vem dar estabilidade à operadora de transportes exclusiva da cidade do Porto e aos seus trabalhadores", sustenta a Autarquia.

"Entre os planos, Rui Moreira comentou também o desejo da Câmara do Porto em ver o projeto do futuro corredor metro-bus na Avenida da Boavista, que está inscrito no Plano de Resiliência que Portugal entregou na União Europeia, a ser operacionalizado pela STCP em regime de exclusividade", acrescenta o Município.

No futuro, também é ambição inverter a atual preponderância dos autocarros face ao modo carro elétrico, tendo em conta o plano de descarbonização "em marcha na cidade".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG