Exclusivo

São João festejado mais à mesa e menos na rua

São João festejado mais à mesa e menos na rua

Restauração aposta na "noite mais longa do ano" para equilibrar a contabilidade. Na lota de Matosinhos são vendidos milhares de quilos de sardinhas.

Sem festejos nas ruas, que vão estar sob forte vigilância policial, o S. João de 2021 será celebrado essencialmente à mesa e os restaurantes apostam forte na noite de hoje para endireitar a contabilidade muito sacrificada pela pandemia. Ontem de manhã, a azáfama era grande na lota de Matosinhos com caixas e caixas de sardinhas a saírem para abastecer lojas, supermercados e restauração de toda a região. Vendiam-se a dez euros o quilo. O preço hoje subirá para os 13 euros.

"Está muito cara, mas vai toda!", diz Cátia Araújo, peixeira e uma das que apregoam mais alto o pescado. "A melhor é a mais pequena, mas é a de Peniche que tem mais saída. As pessoas gostam da grande, mas esta é que é boa porque é da água fria daqui".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG