Universidade Júnior

"Se tivesse de decidir agora, tentaria ficar nesta faculdade"

"Se tivesse de decidir agora, tentaria ficar nesta faculdade"

Na 16.ª edição, a Universidade Júnior espalha cerca de três mil jovens por 25 faculdades do Porto até 30 de setembro.

Gonçalo Melheiro e Francisco Almeida, alunos do 2.º ciclo, chegaram até à Universidade Júnior do Porto depois de alguns familiares terem participado.

Os alunos do programa "Experimenta no Verão" foram "dentistas por um dia" na Faculdade de Medicina Dentária, contou a monitora Rafaela Silva, acrescentando que "eles têm oportunidade de meter as mãos na massa" e que é "memorável", o momento ao final do dia em que "os alunos são dentistas uns dos outros". Francisca Cardoso, outra "júnior" da atividade, confirma: "Está a ser dos melhores dias".

O "micromundo, corpo humano e os materiais", foi outra atividade realizada na Faculdade de Engenharia (FEUP). Tiago Neto, do 10.º ano, veio de Lisboa para um curso "ao calhas": "estou a gostar muito e está a ultrapassar as minhas expectativas. Aqui abordamos outras partes da engenharia que eu nunca ouvi falar".

Renata de Sousa terminou o 9.º ano e desconhecia o programa, mas foi-lhe proposta a experiência por ser uma aluna de mérito. Com "muito interesse pela engenharia", a aluna declarou que "se tivesse de decidir agora, tentaria ficar nesta faculdade".

A Universidade Júnior, que já vai na 16.ª edição, voltou após dois anos de interrupção. O programa leva cerca de três mil jovens, com idades entre os 11 e os 17 anos, a 25 faculdades da Universidade do Porto para, durante duas semanas, viverem a realidade do ensino universitário. A edição que este ano é mais curta, "encoraja os mais jovens a seguir os estudos e contrariar a taxa crescente de alunos que ficam pelo 12.º ano", contou o reitor da UP, António de Sousa Pereira.r>
Ana Silva foi júnior na edição de 2018 e, quatro anos depois, foi convidada para ser monitora da atual edição. "Tal como eu na altura, muitos destes alunos não têm ideia do que querem seguir na universidade, e este programa pode ajudá-los a tomarem essas decisões".

A monitora acrescenta que é "um processo habitual, os alunos de outras edições acompanharem e guiarem os novos alunos que chegam nas novas edições".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG