Exclusivo

Sueca volta ao Marquês e ao Castelo do Queijo para matar a solidão

Sueca volta ao Marquês e ao Castelo do Queijo para matar a solidão

Idosos juntam-se em jardins, praças e junto à praia para jogar às cartas e conviver. Tradição resiste, apesar da pandemia ter "ceifado alguns dos jogadores".

Mais do que o vício de jogar às cartas, é a necessidade de convívio que faz com que muitos idosos do Porto se juntem em jardins e praças para, de baralho na mão e olhos postos na mesa, colocarem a conversa em dia, recordando tempos antigos e afastando a solidão. A tradição tem muitos anos e nem a pandemia foi capaz de a extinguir. Por terem contribuído durante décadas para o Estado, reclamam agora por melhores condições no espaço público que frequentam, nomeadamente casas de banho. Muitas delas continuam fechadas.

O jogo da sueca nos jardins da cidade regressou no início de junho. Durante o confinamento provocado pela pandemia, espaços como o Jardim de S. Lázaro, a Praça do Marquês de Pombal ou o Jardim de Arca d" Água estiveram encerrados e o convívio não era permitido. Seguiram-se meses de medo que inibiram os idosos de sair de casa por se lembrarem dos colegas de jogatina cujas vidas foram ceifadas pela covid-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG