Exclusivo

Tapar a cratera no quarteirão de D. João I vai durar um ano

Tapar a cratera no quarteirão de D. João I vai durar um ano

A pedido do promotor imobiliário, a Câmara do Porto deu mais 360 dias para concluir a empreitada até à cota zero. Prazos voltam a derrapar.

A pedido do promotor imobiliário, a obra no quarteirão de D. João I, no centro do Porto, tem margem para durar mais um ano. E só até à cota zero. Os prazos voltam a derrapar, num empreendimento que alterou o projeto inicial e esteve parado entre 2018 e 2020.

"Foi deferido [em janeiro] o pedido de alargamento do prazo para os trabalhos de contenção periférica até à cota do piso zero por mais 360 dias", refere, ao JN, a Câmara do Porto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG