Exclusivo

Viajam no metro sem máscara por desconhecerem regras

Viajam no metro sem máscara por desconhecerem regras

Há turistas que saem do Aeroporto Francisco Sá Carneiro e entram nas composições sem proteção no rosto. Passageiros pedem mais sinalização.

O cartaz colado junto ao elevador da estação de metro do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, na Maia, indica as regras: a bordo das composições é obrigatório o uso de máscara. No entanto, para alguns dos turistas e emigrantes que saem do aeroporto e entram apressados no metro, a mensagem passa despercebida e acabam por viajar sem colocar o equipamento de proteção individual. Os passageiros da linha Violeta, que liga o aeroporto à Trindade, defendem um reforço da sinalização. Até porque, de país para país, as normas diferem e quem chega "de férias acaba por não ter conhecimento". O JN contactou a Metro do Porto, que promete o "reforço da sinalética, porque a regra é igual para todos".

Sentado na estação, Edy Ferreira espera pela chegada do metro após ter aterrado no Aeroporto Francisco Sá Carneiro. Está sem máscara, à semelhança de outros turistas recém-chegados ao país. "Não vi nenhuma sinalização no aeroporto, nem na entrada do metro [a dar conta da necessidade do uso de máscara]", contou o português, que vive há dois anos no Reino Unido. Por lá, já não há essa obrigatoriedade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG