Polémica

Vídeos de excessos na Queima levam FAP a proibir imagens e impor sanções

Vídeos de excessos na Queima levam FAP a proibir imagens e impor sanções

A divulgação online de diversos vídeos que mostram alunos na Queima das Fitas, com "comportamentos indevidos" e "até mesmo indignos", levou a Federação Académica do Porto a enviar aos responsáveis pelas barraquinhas do recinto uma nota interna, onde se pede que as imagens sejam apagadas e que os estudantes se abstenham deste tipo de comportamento.

As imagens que circulam de conta em conta nas redes sociais são claras. Alunos alcoolizados, simulação de atos sexuais e raparigas desnudadas para conseguir bebidas grátis são algumas das situações ocorridas na última noite e que levaram a FAP a dizer basta, numa nota interna enviada a todos os responsáveis pelas barraquinhas de bebidas da Queima das Fitas do Porto.

No texto assinado pelo tesoureiro da associação académica a que o JN teve acesso, são condenados estes comportamentos, "que atentam em muitas das vezes contra o respeito pelos Valores Humanos" e tomam-se medidas para prevenir futuros acontecimento, na festa dos estudante do Porto, que decorre até domingo.

A direção da FAP obriga à retirada dos conteúdos publicado até às 20 horas desta quarta-feira, proíbe a captação de imagens do interior das barraquinhas e a sua divulgação. Impede ainda a promoção de comportamentos que atentem contra os "princípios de dignidade física, mental e moral".

O não cumprimento destas regras, levará ao encerramento de barracas durante uma noite, à perda da caução entregue e da credencial do responsável por cada espaço.