Autarquia

Arquivada queixa de vereador do PSD contra líder da IL na Póvoa de Varzim

Arquivada queixa de vereador do PSD contra líder da IL na Póvoa de Varzim

Houve alterações internas de procedimentos que justificam as acusações. Foi esta a conclusão do Ministério Público (MP), que decidiu arquivar a queixa do vereador do PSD, Marco Barbosa, contra o líder da Iniciativa Liberal, Ricardo Zamith. O social-democrata acusava Zamith de injúria e coação agravada.

"No despacho de arquivamento do inquérito por parte do MP é possível constatar que: "colhida prova testemunhal, nomeadamente das chefes da Divisão de Gestão Urbanística, foi possível perceber que os procedimentos adotados (...) sofreram alterações que poderão justificar os juízos que o mesmo fez"", explica, em comunicado, Ricardo Zamith, citando o despacho de arquivamento.

"É o último aviso que te faço a bem". A mensagem foi uma de várias enviadas por Zamith a Marco Barbosa nos dias 9, 11, 26 e 29 de março de 2021 através do whatsapp. Em causa, estava o processo urbanístico de um imóvel da empresa de Zamith, que corria termos na autarquia poveira.

PUB

Na altura, Marco Barbosa apresentou queixa ao MP. Já Ricardo Zamith acusava o PSD de "tentativa de pressão política", numa altura em que, com a corrida às Autárquicas em curso, era líder do núcleo local da Iniciativa Liberal e candidato à Câmara contra o PSD, o mesmo partido pelo qual foi vereador entre 2013 e 2017.

Agora, o MP reconhece que as alterações de procedimentos na Câmara da Póvoa justificam as mensagens.

"Existiu uma vistoria extemporânea e a emissão do alvará foi suspensa ilegalmente. Este ato prejudicou a minha empresa e forçou-me a reagir através de mensagens que enviei ao senhor vereador Marco Barbosa que, num ato de aproveitamento político e descontextualizadas, as tornou públicas", frisa ainda Zamith, que diz aguardar, agora, "um pedido público de desculpas" do vereador do PSD pelos prejuízos que lhe causou com "atos ilegais".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG