Póvoa de Varzim

Avança novo estádio do Varzim

Avança novo estádio do Varzim

Câmara aprova alterações a plano de urbanização, viabilizando transferência do recinto.

Estão autorizados os trabalhos de mudança do estádio do Varzim para o Parque da Cidade da Póvoa. A Câmara aprovou, com votos contra do PS, alterações ao Plano de Urbanização, viabilizan-do a edificação do novo recinto.

Com a decisão, também o Clube Desportivo da Póvoa deixa o quarteirão no centro e muda-se para o Parque da Cidade.

Inicialmente, o novo estádio do Varzim e as instalações do Desportivo estavam previstas para a 2.ª fase do Parque da Cidade, mas, numa revisão do desenho, acabaram por ficar na zona da 3.ª fase. A alteração foi, agora, formalmente aprovada. Com o Plano de Pormenor para a zona das actuais instalações dos dois clubes já aprovado, Varzim e Desportivo podem avançar com as obras, a fim de abandonarem, o mais depressa possível, o quarteirão no centro da cidade, em frente ao mar.

O PS considera que o Plano de Urbanização "não traz nada de novo" e, sobretudo, nada faz para inverter a acentuada quebra em novas obras na cidade e votou contra. A maioria acusa os socialistas de terem votado contra a transferência dos dois clubes poveiros para o Parque da Cidade. O CDS votou a favor.

"Se não aprovássemos as alterações, o Varzim e o Desportivo não podiam instalar os equipamentos no Parque da Cidade. É preciso que as pessoas percebam que o PS esteve contra", frisou o presidente da Câmara. Macedo Vieira não entende a posição socialista e recorda que, para além da transferência dos clubes, as alterações apenas previam "o prolongamento da Via B" (atravessará o Parque), "o alargamento das áreas de evolução económica às zonas de Argivai e envolvente da Via B" e "a revisão do modelo de periquação", aumentando a capacidade construtiva nalgumas zonas para estimular a construção.

"O Plano deve ser um conjunto de ideias estratégicas, onde o executivo consagra o seu projecto de desenvolvimento da cidade e isso não aconteceu", argumenta o socialista Sousa Lima.

O PS recorda que a Póvoa foi, relativamente aos vizinhos, "o concelho onde menos se construiu em 2008" e acusa a maioria PSD insistir numa "opção errada". "A Câmara teve um papel demasiado passivo. Não chega aumentar a capacidade construtiva para incentivar o investimento", denunciou o socialista.