Concurso

Multiusos na praça de touros da Póvoa de Varzim vai custar 9,5 milhões de euros

Multiusos na praça de touros da Póvoa de Varzim vai custar 9,5 milhões de euros

A Câmara da Póvoa de Varzim aprovou esta segunda-feira a abertura do concurso público para a construção da nova Arena que será edificada no local da atual praça de touros da cidade.

O novo equipamento, que tem um custo estimado de 9,5 milhões de euros, e será uma das mais caras obras públicas feitas nesta cidade do distrito do Porto, irá funcionar como um espaço multiusos para eventos culturais e desportivos com capacidade para cerca de três mil pessoas.

A nova arena irá ser construída no local onde, atualmente, existe a praça de touros da cidade, que, entretanto, vai ser demolida, e deixar de ter o seu propósito inicial.

"Os técnicos de engenharia, depois de avaliarem as condições infraestruturais, chegaram à conclusão que não era possível manter o edifício atual para as intervenções que pretendíamos. Isso levou a um conjunto de oportunidades, nomeadamente na construção de uma cave, que vai permitir albergar todos os serviços e libertar o rés-do-chão para espaços comerciais", explicou Aires Pereira, presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim.

A construção da nova arena está prevista arrancar em abril de 2020, tendo um prazo de execução de dois anos, sendo que o concurso público da empreitada será dividido em duas partes.

"A primeira fase é para qualificar, com os critérios que estão definidos no caderno de encargos, de ordem financeira e técnica, as empresas que tenham já feito obras semelhantes. Depois, na fase seguinte, vão estar apenas as empresas que cumprirem os critérios da fase anterior", explicou o autarca poveiro.

Aires Pereira confessou "não ter memória de um concurso de empreitada com esta dimensão na cidade" e apontou que a nova arena estará "no centro da nova alameda que será construída na parte norte da Póvoa de Varzim".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG