Póvoa de Varzim

Messi de Ponte de Lima é a campeã das vacas

Messi de Ponte de Lima é a campeã das vacas

Era a mais nova em prova, com menos de três anos de idade. Ainda assim, "arrasou" a concorrência. Fez jus ao nome e, uma semana depois do fim do Mundial, provou que, seja no futebol, seja nas vacas, Messi é sempre nome de campeão.

Esta Messi é uma "ela" e foi, ontem, eleita "Vaca Grande Campeã" no fecho da Agroleite 2014. Durante quatro dias, milhares passaram pela Feira do Leite em S. Pedro de Rates, na Póvoa de Varzim.

"Comprei a avó dela noutra exploração. Na altura, já gostei muito dela. A mãe era um bom animal, mas mais para produção leiteira do que para concursos. Depois escolhi um touro canadiano e, claro, que também é um pouco de sorte, porque na genética 1+1 não são sempre 2", explicou, satisfeito, Leonel Barbosa. O produtor de 28 anos, com exploração em Poiares, Ponte de Lima, viu, ontem, reconhecido o trabalho. Messi foi eleita "Melhor Ubre", "Melhor Vaca Jovem" e, finalmente "Vaca Grande Campeã".

O concurso da raça holstein-frísia, que ontem foi o ponto alto do último dia da Agroleite, reuniu, este ano, um número recorde de 140 animais provenientes de mais de uma dezena de explorações de Ponte de Lima, Barcelos, Maia, Póvoa de Varzim e Vila do Conde.

Leonel Barbosa trouxe apenas oito vacas. Depositava esperanças em Messi, mas não para "Grande Campeã", onde "pela primeira vez, ganhou a vaca mais jovem", que arrumou a concorrência (composta por vacas com 3, 4 e 5 anos). Foi o primeiro concurso de Messi e, tal como o outro Messi no futebol, quem sabe se não foi o primeiro de muito prémios.

Aos 34 meses, Messi, a vaca, produz 40 litros de leite por dia e é uma das 62 vacas que Leonel Barbosa tem em produção. A exploração, que vende o leite para a Agros, produz 2200 litros por dia. Leonel herdou-a dos pais e, há três anos, decidiu agarrar o negócio "com unhas e dentes". Apostou na modernização e na genética como forma de melhorar os animais e deles tirar melhor rentabilidade. Agora, só pede "que a crise do setor termine rapidamente".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG