O Jogo ao Vivo

Praia

Mulher apanhada por onda na Póvoa de Varzim morre no hospital

Mulher apanhada por onda na Póvoa de Varzim morre no hospital

Um casal austríaco foi, esta segunda-feira, arrastado pelo mar numa praia da Póvoa de Varzim.

Uma cidadã austríaca, de 60 anos, morreu ontem, ao final da tarde, vítima de afogamento na praia da Lagoa, na Póvoa de Varzim. O marido, da mesma idade, ficou ferido e encontra-se internado no Centro Hospitalar Póvoa de Varzim-Vila do Conde.

O casal, que estava hospedado numa unidade hoteleira junto àquela praia, encontrava-se a passear na areia quando, cerca das 19.30 horas, foi surpreendido por uma onda.

O homem conseguiu nadar a custo até terra, mas a mulher rapidamente desapareceu da vista.
Um nadador salvador, de 43 anos, que ia a passar e se apercebeu dos gritos de aflição do homem, ainda se atirou ao mar, mas quase sucumbia à força das ondas e foi obrigado a nadar de volta à praia.

As buscas pela turista começaram de imediato, com elementos dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim, que entretanto chegaram ao local em colaboração com uma lancha da Polícia Marítima da Capitania do Porto da Póvoa de Varzim.
Cerca de 20 minutos depois o corpo da mulher foi avistado e retirado da água. Estava já em paragem cardiorrespiratória e foram feitas manobras de reanimação através de equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação do Hospital da Póvoa de Varzim, que ainda conseguiram reverter a situação e transportar com vida a cidadã austríaca. Mas a mulher não resistiu ao longos minutos que permaneceu na água e morreu.

O marido e o nadador salvador foram igualmente levados para o hospital, onde ficaram internados.

PUB

Foi a quarta morte registada hoje nas praias portuguesas. Esta tarde, três pessoas morreram em praias da Nazaré e da Costa da Caparica.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG