praias

PS denuncia práticas sexuais em praia de naturistas da Póvoa de Varzim

PS denuncia práticas sexuais em praia de naturistas da Póvoa de Varzim

O Partido Socialista da Póvoa de Varzim insurgiu-se hoje, sábado, em conferência de Imprensa, contra a prática de alegados "actos sexuais" na praia da Estela, frequentada há vários anos por naturistas.

 O vereador socialista no executivo camarário, Renato Matos, avançou que nada tem contra a pratica do naturismo, mas "aqui há um conjunto de pessoas que, e ao abrigo desta capa (nudismo), utilizam este espaço público, não classificado, para práticas sexuais".

Renato Matos avançou que vai levar este caso à Câmara Municipal, liderada na sua maioria pelo PSD, "que terá que se pronunciar sobre este assunto".

Presentes na conferência estavam elementos da assembleia de freguesia da Estela que se manifestaram, não só contra as práticas sexuais e exibicionistas frequentes na praia, mas também contra o naturismo.

Esta praia "não tem condições para o naturismo e, caso eles continuem aqui, a população pode optar pela violência", frisou José Costa.

Aliás, em épocas balneares anteriores, grupos de populares, armados com paus, já se insurgiram contra a prática do naturismo naquela zona.

Os ânimos voltam agora a estar exaltados, apesar de nenhum dos presentes na conferência ter dito que assistiu a práticas sexuais no areal.

PUB

"Ouvimos dizer que há e não podemos permitir essas situações", reforçou Miguel Fernandes, um dos habitantes da freguesia da Estela.

A Câmara Municipal da Póvoa de Varzim não se manifesta, para já, sobre este assunto, mas o autarca local já havia reconhecido, publicamente, que "a autarquia não tem preconceitos em relação a nada".

Apenas terá que "analisar o caso logo que haja uma proposta", o que ainda não aconteceu, para oficializar a prática de nudismo na praia da Estela, disse na altura Macedo Vieira.

Foi em 2005 que esta praia poveira entrou na rota dos locais recomendados pela Federação Portuguesa de Naturistas (FPN) para a prática nudista, tornando-se uma praia "tolerada".

Mas esta situação sempre contou com a resistência da população local.

Actualmente, existem em Portugal "seis praias naturistas", todas a sul do Tejo, e um parque de campismo.

Para os naturistas, estar nu não é só andar sem roupa, mas reflecte também uma determinada filosofia de vida.

"Os naturistas prezam a prática da nudez colectiva em harmonia com a natureza, com o propósito de favorecer a auto-estima e o respeito pelos outros e pelo meio ambiente", lê-se no site da FPN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG