Romaria

São Pedro da Póvoa de Varzim regressa com Tony Carreira

São Pedro da Póvoa de Varzim regressa com Tony Carreira

Festa está de volta em força depois de dois anos de interregno e a celebrar 60 anos de vida.

O desfile das rusgas dos seis bairros da cidade, sardinha assada nas ruas, fogueiras, duas noitadas, uma grande festa no estádio e Tony Carreira para animar do santo pescador. Vai ser assim, este ano, o S. Pedro na Póvoa de Varzim. A festa é de 25 de junho a 3 de julho.

"Vamos fazer do São Pedro este ano, a maior festa que a nossa cidade já viu!", afirmou o vice-presidente da Câmara da Póvoa de Varzim, Luís Diamantino, na apresentação do programa, satisfeito por ver regressar a grande festa da cidade, depois de dois anos de interregno forçado pela pandemia. No 60º aniversário das festas de São Pedro na Póvoa de Varzim a ideia é manter viva a tradição que, ano após ano, arrasta multidões para uma festa que se faz na rua a ver as rusgas, a saltar fogueiras, a cantar e a dançar, entre uma sardinha e uma malga de vinho.

Entre os pontos altos está a inauguração da iluminação festiva, no dia 25, às 22 horas, e, dois dias depois, à mesma hora, a inauguração dos seis tronos santo pescador.

A primeira grande noitada é no dia 28. Haverá sardinha assada pelas ruas para oferecer a quem passa, fogueiras e o desfile das rusgas dos seis bairros pela cidade para dançarem na "casa" dos "três grandes" - Matriz, Norte e Sul. À meia-noite há fogo-de-artifício junto ao mar.

No Dia de S. Pedro, a procissão é às 16 horas e, à noite, a partir das 22, é Tony Carreira quem sobe ao palco em frente ao Casino para animar a festa.

A segunda noitada, é sexta-feira, dia 1 de julho. É dia da festa no bairro e haverá seis arraiais à escolha para ver, sempre como muita sardinha à mistura. As rusgas dançam no Estádio do Varzim a 2 de julho e, no dia 3, a festa fecha com o Cortejo Luminoso, a partir das 21 horas, na avenida dos Banhos.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG