O Jogo ao Vivo

Póvoa de Varzim

Ondas arrastam militares na Póvoa de Varzim

Ondas arrastam militares na Póvoa de Varzim

Jovens militares foram arrastados, esta sexta-feira de madrugada, pela ondulação na praia da Lagoa, na Póvoa de Varzim. Uma rapariga de 20 anos desapareceu e foi, mais tarde, retirada da águia sem vida. Exército instaurou processo de averiguações sobre o incidente.

Um grupo de oito militares do Exército, em formação na Escola de Serviços, na Póvoa de Varzim, que estava de folga, deslocou-se à praia da Lagoa, na localidade de Aver-o-Mar, esta madrugada. Duas jovens decidiram ir molhar os pés e foram arrastadas pelas ondas. Dois amigos tentaram ajudar. O alerta foi dado às 4.48 horas.

"Os jovens estavam junto à linha de água e foram apanhados pela ondulação. Ani Muscuta Fonseca Dabo, com cerca de 20 anos, está desaparecida e os outros três foram resgatados com vida e encaminhados ao Hospital da Póvoa", disse, de manhã, à agência Lusa o capitão do Porto e comandante-local da Polícia Marítima da Póvoa de Varzim e de Vila do Conde, Ferreira Teles.

PUB

Os três jovens resgatados estavam estáveis e conscientes.

Os militares tinham terminado, na quinta-feira, um curso de formação de condução de veículos do Exército e à noite estavam a festejar.

Os sete militares do grupo, que era constituído por quatro homens e quatro mulheres, vão ser transferidos para o Hospital Militar do Porto, segundo apurou o JN. A jovem desaparecida residia na Amadora, no distrito de Lisboa.

Ferreira Teles explicou que nesta fase estão elementos dos bombeiros da Póvoa de Varzim e da Polícia Marítima a fazer buscas a pé, na praia, estando no mar uma embarcação salva-vidas e a sobrevoar a zona um helicóptero da Força Aérea.

"As buscas foram iniciadas logo de madrugada, após o alerta, e ao nascer do sol solicitámos o apoio de um helicóptero da Força Aérea. Também nessa altura foi possível sair a embarcação salva-vidas Cego do Maio para fazer buscas por mar", disse o comandante.

O Exército lamentou em comunicado o sucedido, encontrando-se a prestar apoio psicológico aos militares envolvidos no incidente e aos familiares da militar desaparecida. Foi imediatamente instaurado um processo de averiguações sobre o incidente.

Toda a costa marítima de Portugal continental está sob aviso amarelo, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) devido à forte agitação marítima.

Buscas com meios reforçados

A Marinha vai reforçar esta sexta-feira à tarde os meios envolvidos nas buscas, informou o comandante local da Polícia Marítima, com a chegada de um navio de busca e salvamento, drones e efetivos da Proteção Civil da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG