Saúde

Centro Hospitalar do Médio Ave anuncia investimentos

Centro Hospitalar do Médio Ave anuncia investimentos

O Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA), com unidades em Santo Tirso e Famalicão, vai investir cerca de um milhão de euros na instalação de "meios físicos e eletrónicos" para uma interligação "eficiente" com os agrupamentos de centros de saúde. Trata se de um investimento financiado em 85% por programa autónomo do Ministério da Saúde.

Em nota enviada à imprensa o CHMA, aponta que durante este ano, serão ainda investidos cerca de 50 mil euros na obra de requalificação do antigo internamento de Medicina Mulheres na unidade de Famalicão, e aplicados cerca de 20 mil euros na Unidade de Cirurgia de Ambulatório, na unidade de Santo Tirso, para "proporcionar maior conforto aos utentes e melhor apoio logístico à atividade."

Segundo o centro hospitalar o atendimento da consulta externa das duas unidades vai ser reconfigurado com a "instalação de meios eletrónicos de gestão do atendimento", e será implementada a revisão dos planos de segurança "com investimentos diversos em infraestruturas de deteção e proteção contra incêndios e outros riscos", onde serão aplicados cerca de 75 mil euros.

Entretanto, a mesma fonte refere que será feito um investimento na aquisição de "vários equipamentos de diagnóstico e tratamento" nomeadamente de um novo ecógrafo "com características para assegurar o diagnóstico pré-natal".

A Clínica da Mulher, da Criança e do Adolescente a ser instalada na antiga urgência da unidade famalicense prevê a concentração num único local o ambulatório não cirúrgico das especialidades de Pediatria, Ginecologia, Obstetrícia e a consulta de Pedopsiquiatria. "O financiamento do investimento será assegurado pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e por empresas e empresários da região, lê-se no documento.

Na unidade de Santo Tirso vai ser construído um novo acesso, a ser realizado pela Câmara Municipal, mediante um protocolo assinado entre a Câmara Municipal, a Santa Casa da Misericórdia de Santo Tirso e o CHMA.

O centro hospitalar apresentou duas candidaturas ao "Portugal 2020" para a renovação da infraestrutura informática das duas Unidades Hospitalares e a implementação de novas funcionalidades de relação com os utentes. Aguarda ainda o resultado.

"O CHMA aguarda também a definição do financiamento ao investimento de requalificação das instalações da Unidade de Santo Tirso (e construção de um novo edifício para internamentos), a realizar em quatro anos, com início previsto para o corrente ano", adianta o documento.