Coronavírus

Há 32 infetados num lar da Misericórdia em Santo Tirso

Há 32 infetados num lar da Misericórdia em Santo Tirso

O lar Dra. Leonor Beleza, em Santo Tirso, tem mais sete trabalhadores infetados com Covid-19, revela, esta terça-feira, a Santa Casa da Misericórdia, que detém aquela estrutura residencial que acolhe pessoas com elevado grau de dependência. Há 15 utentes doentes. Ao todo, são 32 casos positivos.

No total, aquele lar tem 17 funcionários contaminados, sendo que seis ainda aguardam o resultado do teste para o novo coronavírus. Na globalidade, são 28 os colaboradores que se encontram em isolamento em casa, adianta, em comunicado, a Misericórdia de Santo Tirso, que conta, numa outra estrutura, com um outro trabalhador com Covid-19.

O número de utentes infetados no lar Dra. Leonor Beleza - 15 - não sofreu alterações desde segunda-feira, dia em que foram conhecidos mais nove casos positivos, que se somaram aos seis divulgados no domingo. Não foram, contudo, efetuados mais testes aos utentes, uma vez que o material continuava, nesta terça-feira, esgotado, como sublinha ao JN a porta-voz da Misericórdia de Santo Tirso, Sara Almeida e Sousa.

No comunicado emitido pela instituição, que fez os testes a "expensas próprias", é referido que há ainda "77 utentes não testados". "Desde ontem [segunda-feira] que não conseguimos realizar mais testes por indisponibilidade de material, apesar de todos os apelos junto das entidades públicas e privadas", justifica a Misericórdia.

Testes esgotados

Ao JN, a porta-voz da instituição, Sara Almeida e Sousa, adiantou que "todos os colaboradores já foram testados". Os testes aos funcionários e utentes foram realizados por iniciativa da instituição, no setor privado, após terem surgido trabalhadores infetados com o novo coronavírus.

A Misericórdia depara-se, agora, com a falta de material para continuar a testar os utentes. "Não temos disponibilidade de testes", aponta a porta-voz da instituição, indicando que foram efetuados contactos com três laboratórios, que disseram não dispor de mais testes. "Contactamos a delegação de saúde, que nos informou que nos próximos 15 dias seriam testados todos os utentes dos lares, o que é muito tempo. Hoje, não fizemos um único teste porque não tínhamos material", afirma Sara Almeida e Sousa

O lar Dra. Leonor Beleza, situado perto do centro de Santo Tirso, acolhe presentemente 93 utentes com idades compreendidas entre os 40 e os 90 anos e com elevado grau de dependência. Estão sem receber visitas desde o passado dia 9, havendo também pouco contacto entre eles.

Nesta segunda-feira, o concelho de Santo Tirso registava, segundo números da Direção-Geral da Saúde, 44 casos positivos de Covid-19.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG