O Jogo ao Vivo

Pandemia

Morreu utente de lar de Santo Tirso infetada com Covid-19

Morreu utente de lar de Santo Tirso infetada com Covid-19

Uma utente do lar Dra. Leonor Beleza, em Santo Tirso, que estava infetada com Covid-19 acabou por não resistir à doença e morreu no Hospital de S. João, no Porto, onde estava internada em estado grave desde terça-feira.

O anúncio foi feito nesta quinta-feira pela Santa Casa da Misericórdia de Santo Tirso, que detém aquela estrutura residencial que acolhe pessoas com elevado grau de dependência e que teve conhecimento do falecimento "ao início da manhã".

A mulher, de 85 anos, tinha morbilidades associadas e fez o teste na sexta-feira - apesar de estar, então, assintomática - por ter contactado com funcionários que testaram positivo para o novo coronavírus. O resultado foi conhecido na terça-feira, dia em que a utente foi hospitalizada devido ao quadro de "prostração e pouca reatividade" que apresentava então.

"Não apresentava os sintomas típicos da Covid-19 de que se ouve falar, mas, dado que tinha outras patologias associadas e, nesse dia, recebemos o resultado positivo, a utente foi hospitalizada", explicou a porta-voz da Misericórdia de Santo Tirso, Sara Almeida e Sousa.

A responsável adianta ainda ao JN que há outro utente hospitalizado por Covid-19, com cerca de 80 anos, mas que se encontra em "situação completamente estável". No total, há agora 14 utentes infetados, de um total de 16 testados. Apenas um deu resultado negativo e um utente morreu. De acordo com Sara Almeida e Sousa foram entretanto conhecidos mais dois casos de funcionários com Covid-19, elevando assim para 19 o número de trabalhadores daquele lar infetados.

Há 77 utentes por testar

A porta-voz da Misericórdia lamenta, no entanto, o facto de não estarem a ser testados mais utentes desde o fim de semana: se, por um lado, o material de testagem continua esgotado, o que impossibilita a instituição de efetuar mais testes no setor privado, por outro, "o Serviço Nacional de Saúde só está a testar os utentes sintomáticos".

"Não temos resposta no privado nem no público. São 77 os testes que nos faltam para os utentes", diz Sara Almeida e Sousa, lembrando que o lar Dra. Leonor Beleza "tem um número já elevado de casos" positivos de Covid-19.

Câmara vai assegurar testes

Em comunicado, a Misericórdia refere ter sido informada "pela Delegação de Saúde que apenas será prescrito teste à Covid-19 a utentes que se dirijam ao seu médico de família ou que, na presença de sintomas, contactem a Linha SNS24".

"Foi dada a indicação de que os utentes devem ser enviados ao Serviço de Urgência caso apresentem um dos seguintes sintomas: febre, dificuldade respiratória, tosse. Será esta a única via para que possam ser testados", refere, ainda, o comunicado.

Contactada pelo JN, a Câmara de Santo Tirso afirma que "assumiu a disponibilidade para financiar os testes que faltam à Misericórdia e solucionar o problema". "Na ausência de uma resposta das autoridades competentes, a solução a dar ao problema dos testes já foi articulada com todas as partes envolvidas, nomeadamente com a Misericórdia, Segurança Social e autoridade de saúde local", assegura o presidente da Autarquia, Alberto Costa.

O lar Dra. Leonor Beleza, situado perto do centro de Santo Tirso, acolhe presentemente 93 utentes com idades compreendidas entre os 40 e os 90 anos e com elevado grau de dependência. Estão sem receber visitas desde o passado dia 9, havendo também pouco contacto entre eles.

Outras Notícias