Premium

Veterinário contactado ao longo de horas para avaliar cães em Santo Tirso

Veterinário contactado ao longo de horas para avaliar cães em Santo Tirso

Diversas entidades, incluindo a GNR, alertaram técnico municipal de Santo Tirso, que só foi ao abrigo no dia seguinte ao incêndio que vitimou 73 animais.

Entre a tarde e a noite do passado dia 18, sábado, e já após o incêndio que deflagrou cerca das 15.30 horas, matando 73 animais num abrigo na serra da Agrela, o então veterinário municipal de Santo Tirso foi contactado, sabe o JN, ao longo de várias horas e por diversas entidades, tendo sido informado do sucedido e da necessidade de proceder à avaliação médica dos sobreviventes. Porém, Jorge Salústio só iria ao local na manhã de domingo, mas sem conseguir retirar grande parte dos cães - seriam cerca de uma centena, excetuando os mortos.

O profissional acabaria por deixar o "Cantinho das Quatro Patas" por volta da hora do almoço, altura em que foram removidos 14 animais para o canil municipal a partir do caminho adjacente à estrada que liga Agrela a Sobrado, longe do olhar de todos. Do outro lado do terreno, a indignação dos populares subia de tom, e durante a tarde concentraram-se mais pessoas, que acabaram, pelas 16.30 horas por invadir o espaço e fazer uma remoção descontrolada dos animais.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG