Trofa

Fatura de 14 mil euros de luz deixa comerciante em choque

Fatura de 14 mil euros de luz deixa comerciante em choque

O dono de um restaurante em S.Mamede do Coronado, na Trofa, apanhou um choque quando recebeu uma fatura da EDP de cerca de 14 mil euros. Loja que representa empresa diz que a nota foi suspensa.

Vítor Almeida arregala os olhos e agradece não ser cardíaco. Porque ficou sem fôlego ao perceber que uma carta da empresa Electricidade de Portugal (EDP), aberta um dia após o Natal, era uma fatura com sete dígitos, mais dois do que o habitual. Tradução: milhares de euros.

O Rei da Picanha, pequeno restaurante de que é proprietário, em S. Mamede do Coronado, Trofa, teria de liquidar, até ao próximo dia 8 de janeiro, uma conta de 13.547,33 euros, cerca de 27 vezes mais do que habitualmente consome de energia elétrica.

"Faltou-me o ar. Fiquei em choque. E pensei: 'Não pode estar bem'. Nem do ano todo dá isto. O que pago por mês é sempre na base dos 500, 600 euros", disse, ao JN, Vítor Almeida, exibindo várias faturas anteriores.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa