Exclusivo

Os cães salvos na serra da Agrela "vinham todos esqueléticos, contavam-se as costelas"

Os cães salvos na serra da Agrela "vinham todos esqueléticos, contavam-se as costelas"

"Parecem outros", dizem voluntários, salvaguardando que alguns ainda têm dificuldades para ultrapassar traumas.

A conclusão é unânime: os cães que em julho foram resgatados de dois abrigos ilegais e insalubres na serra da Agrela, em Santo Tirso, "parecem outros", testemunham ao JN algumas das associações que acolheram os sobreviventes do incêndio que no dia 18 daquele mês matou pelo menos 73 animais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG