Apoio

Câmara de Valongo assume valor do aumento da água e saneamento

Câmara de Valongo assume valor do aumento da água e saneamento

A Câmara de Valongo vai assumir o valor do aumento do tarifário da água e do saneamento aprovado para este ano, com o objetivo de aliviar o orçamento das famílias, castigado pela crise originada pela pandemia.

Esta é uma das medidas extraordinárias de apoio social que a Autarquia lançará e que, no total, somando as ajudas em vigor desde o ano passado, representam um investimento de um milhão de euros.

A atualização do tarifário da água e saneamento no concelho foi aprovado em reunião de Câmara na passada quinta-feira. O aumento de quase 4% significaria uma subida média de 85 cêntimos na fatura. A medida mereceu contestação por parte da oposição social-democrata. A Câmara decide, agora, assumir o valor do aumento para não penalizar as famílias do concelho.

"Vamos assumir como apoio social o valor da atualização do tarifário doméstico da água e saneamento para 2021, para que nenhuma família seja afetada", explica o presidente da Câmara, José Manuel Ribeiro. "A atualização tarifária anual é obrigatória devido ao contrato de concessão que veio para Valongo em 2000, e sempre que é adiada - como já ocorreu no passado - acaba por prejudicar as famílias nos anos vindouros", acrescentou o autarca socialista.

"Entre março e maio, além de não serem afetados pela atualização tarifária, os consumidores domésticos também verão reduzida a fatura da água porque o preço do 2.º escalão (dos 6 aos 15 metros cúbicos) será igual ao do 1.º escalão (até 5 metros cúbicos). Ou seja, até aos 15 metros cúbicos será praticado o preço mais reduzido", pormenorizou.

Entre as novas medidas encontra-se a redução da tarifa da água das Instituições Particulares de Solidariedade Social e dos Bombeiros para o valor correspondente ao do 1.º escalão dos consumidores domésticos, de março a maio.

"Mediante requerimento, as tarifas fixas da água, saneamento e resíduos sólidos urbanos serão reembolsadas às empresas e comércio local em situação de layoff ou encerramento temporário decorrente da covid-19, bem como às IPSS, Bombeiros e às Associações", diz a Autarquia.

OUTRAS MEDIDAS

PUB

Fundo de emergência
Fundo de Emergência Social duplica para 150 mil euros. Famílias em situação de carência podem receber até 650 euros por ano para pagar rendas, gás, água e eletricidade, medicamentos, entre outras despesas essenciais.

Ligação à internet
Reforço de "hotspots" de ligação gratuita à Internet para os alunos mais carenciados do concelho.

Transporte gratuito
Transporte grátis de idosos aos centros de vacinação, através de acordo com bombeiros e táxis.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG