Valongo

EN105: Jogo do empurra "irrita" população de Alfena

EN105: Jogo do empurra "irrita" população de Alfena

Em causa o mau estado do piso na EN105 cuja responsabilidade a Câmara de Valongo diz ser da Infraestruturas de Portugal e aquela exatamente o contrário.

A população de Alfena continua a contestar o facto de o piso da EN105 estar a aluir e das intervenções pontuais (os tapa buracos) não resolverem um problema agravado pela forte circulação de pesados de mercadorias durante 24 horas por dia. A Câmara de Valongo diz que a responsabilidade da reparação pertence à Infraestruturas de Portugal (IP). A empresa do estado atribui o abatimento do pavimento ao coletor e tampas pertencentes à autarquia.

"Andamos neste jogo do empurra e assim o problema nunca mais é resolvido. Há covas profundas e os remendos não resultam porque acabam por aluir pouco depois de colocados. Um dia destes há um despiste grave e acontece uma tragédia", diz Joana Tinoco, residente em Alfena e que trabalha numa confeitaria, mesmo em frente à rotunda onde um dos buracos, tapado com paralelos, ameaça aluir.

"Já há vários anos que isto está assim mas ficou pior desde que abriram o centro de distribuição da Jerónimo Martins. São camiões de dia e noite sempre a passar. A solução era tirar as portagens da A41 para este tráfego não circular na estrada nacional", defende José Vieira, sapateiro.

"Já fui falar várias vezes à Junta de freguesia e à Câmara mas até agora nada fizeram!", diz revoltada Paula Fonseca, com uma grande cratera à porta do restaurante, sendo frequentes os abalos provocados pela passagem dos camiões e que assustam os clientes que se encontram na sala.

Questionada pelo JN, a Câmara de Valongo diz ter "conhecimento dos inúmeros problemas existentes" mas explica não ter jurisdição sobre estrada. Tem "dialogado com a IP no sentido de se resolverem estes problemas, que se agravaram desde que passaram a ser cobradas portagens nas antigas SCUT". Além das necessárias obras, sobretudo a construção de passeios, "tem sido reivindicada a retirada dos pórticos de portagens da A41, pois muitos dos atuais problemas resultam do excesso de tráfego que opta por esta via só para não pagar a portagem". Queixas e pedidos de intervenção que são partilhados pelo presidente da Junta de Alfena.

Já a IP, após vistoria ao local, atribui os danos existentes neste troço ao "abatimento do pavimento na zona do coletor e das tampas da Câmara de Valongo, que integram a rede de drenagem de águas pluviais e/ou saneamento e/ou abastecimento de água". Por isso, já notificou por diversas vezes as entidades responsáveis (CM Valongo e a Be Water Águas de Valongo, S.A.) da necessidade em promoverem a respetiva reparação.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG