Valongo

Inspeção aponta "incumprimentos claros" no aterro de Sobrado

Inspeção aponta "incumprimentos claros" no aterro de Sobrado

"Incumprimentos claros" e "problemas com a licença", que obrigarão, pelo menos, a "limitações" na atividade. São estas as conclusões da inspeção urgente ao aterro de Sobrado, em Valongo.

Agora, diz o ministro do Ambiente e Transição Energética, João Matos Fernandes, a CCDR-N "terá que atuar" e "depressa".

"São conclusões que, de facto, obrigam a impor limitações ao próprio funcionamento do aterro. A CCDR-N terá que tirar as conclusões. Eu, ministro, não sou a entidade administrativa que passa ou tira licenças", afirmou o ministro, à margem da inauguração da ampliação da Energie, na Póvoa de Varzim.

Matos Fernandes admite que o relatório aponta "incumprimentos bem claros", mas não é só: "Tem, de facto, a ver com a licença e, por isso, a CCDR-N muito depressa se há de explicar naquilo que têm que ser as alterações à licença que o aterro tem", frisou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG