Acidente

O que se sabe sobre os ocupantes do helicóptero que caiu em Valongo

O que se sabe sobre os ocupantes do helicóptero que caiu em Valongo

São quatro os ocupantes que seguiam a bordo do helicóptero que se despenhou, sábado à noite, em Valongo, no distrito do Porto.

A aeronave de emergência médica - um Agusta A109S, operado pela empresa Babcock - era pilotada pelo comandante João Lima, que terá cerca de 50 anos e é considerado um dos mais experientes pilotos ao serviço do Instituto Nacional de Emergência Médica. Natural de Viseu, residia em Santa Comba Dão.

A seu lado, seguia o copiloto Luís Rosindo. É natural de Setúbal e foi piloto da Força Aérea Portuguesa.

Seguia também a bordo do helicóptero uma equipa médica, composta por um médico e uma enfermeira. O médico foi identificado como Luís Vega, de cerca de 50 anos, casado e de nacionalidade espanhola. Trabalha para o Hospital de Santa Maria da Feira há quase duas décadas, e também tem grande experiência nas equipas de emergência do INEM.

A enfermeira chama-se Daniela Silva, solteira, era natural e residente em Baltar, no concelho de Paredes. Foi Bombeira Voluntária de Baltar durante mais de 20 anos.

Enfermeira de profissão, começou a sua carreira na âmbutlância de Suporte Imediato de Vida (SIV) e no INEM, em Moura, no Alentejo. De terras alentejanas foi para o Hospital de Amarante, onde trabalho durante cerca de 11 anos na SIV.

Há cerca de cinco anos, Daniela Silva começou a trabalhar na delegação do INEM do Porto, onde fazia meio aéreo e SIV.

Daniela Silva era ainda formadora da Escola Nacional de Bombeiros, na área do socorrismo e do INEM.