Valongo

Foram convocados por engano para vacinação hoje contra a covid-19

Foram convocados por engano para vacinação hoje contra a covid-19

Dezenas de pessoas foram convocadas, por engano, para receber a vacina contra a covid-19 este domingo à tarde no centro de vacinação de Valongo. O ACeS Maia/Valongo garante ter-se apercebido do erro a tempo e ter contactado os utentes, mas nem todos terão atendido.

Muitos utentes do Agrupamento de Centros de Saúde do Grande Porto III - ACeS Maia/Valongo, foram surpreendidos durante a tarde deste domingo quando, ao dirigir-se ao centro de vacinação na Rua de Conde Ferreira, em Valongo, para receber a vacina contra a covid-19, o espaço estava fechado.

De acordo com Fernando Filgueiras, diretor executivo do ACeS, terá havido um "erro informático" no agendamento, mas que terá sido detetado ainda a tempo. Por isso, explica o diretor, houve uma tentativa de reagendamento, mas "entre 30 a 40 pessoas não atenderam". "As chamadas são feitas por números não identificados e as pessoas não atendem", refere, pedindo uma maior atenção dos utentes a estas chamadas.

Durante os próximos quinze dias, assegura Fernando Filgueiras, estas pessoas serão contactadas para reagendar a toma da vacina.

O centro de vacinação esteve a trabalhar esta manhã de domingo até às 14 horas e foram administradas 300 vacinas. O espaço fechou e terão sido, precisamente, essas 30 a 40 pessoas, que não terão atendido as chamadas, que se dirigiram ao centro, refere o diretor do ACeS.

No entanto, e de acordo com Duarte Soares, que mora mesmo em frente ao espaço e teve oportunidade de observar o sucedido, durante a tarde "apareceram mais de 100 pessoas".

Durante este fim de semana, acrescentou a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-Norte), foram vacinadas entre 1500 a 1600 pessoas.

PUB

Vacinas de última hora

O diretor do ACeS Maia/Valongo revela ainda que a gestão das tomas não tem sido fácil, já que há quem não apareça. Em alguns casos, e porque cada frasco dá para 11 vacinas, é necessário tentar arranjar quem esteja disponível para receber a vacina e, dessa forma, não mandar para casa quem, naquela hora, compareceu à toma, tal como estava combinado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG