Exclusivo

Vivem sem rendimentos há quase ano e meio

Vivem sem rendimentos há quase ano e meio

Supremo rejeita recurso da Câmara de Valongo, que insiste não poder integrar antigos fiscais dos parcómetros. Famílias vivem dificuldades.

O Supremo Tribunal de Justiça rejeitou o recurso da Câmara de Valongo, a contestar a integração nos serviços municipais de seis funcionários da Parque VE, empresa que era responsável pelos parcómetros do concelho. A Autarquia reitera que não pode integrar os trabalhadores, considera "errado" o despacho do Supremo e vai "apresentar uma reclamação". Enquanto isto, os funcionários que estavam ao serviço da VE estão sem receber há 16 meses.

"Em que país vivemos, onde ninguém consegue fazer nada por nós? Não compreendo", lamenta António Terra, que trabalhava para a Parque VE, mas perdeu o emprego em agosto do ano passado, quando a Câmara resgatou para si o estacionamento à superfície em Valongo e Ermesinde.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG