Premium

Jovem em coma após ataque com stick de hóquei ao defender amigo

Jovem em coma após ataque com stick de hóquei ao defender amigo

Polícia Judiciária deteve suspeito de agressão violenta sem qualquer razão. Vítima, de 18 anos, foi atingida na cabeça e corre perigo de vida.

"Estamos todos muito revoltados! Bateu-lhe sem motivo nenhum!", garante Simone Rodrigues. Bernardo Santos, a vítima, é "como um irmão". Na segunda-feira, o rapaz, estivador, de 18 anos, foi violentamente agredido na cabeça com um stick de hóquei, à porta do Pão Quente Vilar II, em Vilar do Pinheiro, Vila do Conde. Está em coma, "entre a vida e a morte". O agressor, Bruno E., um pescador de 21 anos, residente em Angeiras (Matosinhos), fugiu mas foi detido, terça-feira, pela Polícia Judiciária (PJ). Pensou, erradamente, que Bernardo estava a agredir um seu irmão e atacou-o.

Bernardo, Simone e o marido foram tomar café no fim do trabalho. Eram 17.10 horas. Rui, o irmão de Bruno, estava na padaria, "alcoolizado e a meter-se com todos os clientes e com a empregada". "Só dizia: "Eu chamo o meu irmão e rebento-te"", explica Simone, garantindo que só conhecia o homem "de vista". O marido de Simone ainda tentou chamá-lo à razão e, a determinada altura, levá-lo, "a bem", para fora do café. Foi já quando estavam à porta que Bruno chegou.