O Jogo ao Vivo

Vila do Conde

Lançado concurso para concessionar Forte de S. João

Lançado concurso para concessionar Forte de S. João

O concurso público para a concessão do Forte de S. João Batista, em Vila do Conde, por um período de 15 anos foi publicado esta quarta-feira em Diário de República, com um preço base de 2,04 milhões de euros.

A Câmara pretende que o espaço funcione como unidade hoteleira, com restaurante e estabelecimento de bebidas, mas permita visitas ao público, receba eventos de associações e instituições do concelho e funcione todo o ano.

Os interessados têm 60 dias para a apresentar as suas propostas junto da Autarquia, sendo que o investimento de 2.04 milhões de euros deve contemplar um mínimo de 1,5 milhões em obras e 540 mil euros de rendas diluídas em 15 anos.

Após uma profunda remodelação, o Forte S. João, situado na marginal de Vila do Conde, foi convertido, em 2000, numa pequena unidade hoteleira, com 8 quartos, num projeto que acabou por não durar muito tempo, acabando por se transformar num estabelecimento de bebidas que praticamente só funcionava nos meses verão.

Depois de várias queixas dos residentes nas imediações devido ao ruído provocado pela atividade no período balnear, a Câmara de Vila do Conde decidiu, em fevereiro de 2020, lançar um novo concurso público para a concessão.

A partir das cinco propostas recebidas na altura, o júri do concurso sugeriu a entrega do equipamento ao grupo Eskada, que detém vários estabelecimentos de diversão noturna.

A Câmara decidiu, em junho, anular o concurso, receando que o equipamento voltasse a funcionar nos moldes anteriores que tinham sido criticados pela população.

PUB

A Autarquia pretende, desta vez, majorar parâmetros como a devolução do espaço à população, valorização do património e redução do impacto das atividades na envolvente, uma vez que o edifício, cuja construção data do século XVII, está localizado numa zona nobre da cidade, junto à foz do rio Ave.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG