Vila do Cone

Padre de Guilhabreu com covid-19 já teve alta

Padre de Guilhabreu com covid-19 já teve alta

Aos 91 anos, o padre Carlos Duarte conseguiu superar a covid-19. Depois de um mês internado no Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, o pároco de Guilhabreu já teve alta e está, agora, a recuperar na unidade de cuidados continuados da Santa Casa da Misericórdia de Vila do Conde.

O padre esteve uma semana nos cuidados intensivos, ligado a um ventilador, mas foi lentamente recuperando.

Num comunicado à freguesia, a Junta ressalta a "coragem e determinação" do pároco, que, há 59 anos ao serviço da freguesia, "saiu vitorioso desta luta" e é, "para todos, um exemplo de luta e de vida".

Infetado sem saber, o pároco terá originado o surto na freguesia. Carlos Duarte foi internado a 20 de julho. Dias antes, tinha celebrado missa nas freguesias de Mindelo e de Guilhabreu, onde orientou também o ensaio do grupo coral. Esteve ainda num almoço de família e numa reunião com oito párocos da vigararia Trofa-Vila do Conde.

Em Mindelo e Guilhabreu, os casos não tardaram a aparecer. Neste momento, são 39 em Guilhabreu e 32 em Mindelo. As duas freguesias, são, depois de Vila do Conde, as mais preocupantes num concelho que tem, atualmente, 228 casos ativos (80 registados na última semana).

Excetuando a região de Lisboa e Vale do Tejo, o surto de Vila do Conde, que começou, no final de junho, numa conserveira nas Caxinas, a Gencoal, é, de acordo com a Direção-geral de Saúde, o mais preocupante do país.

PUB

A autarquia anunciou esta quinta-feira que vai disponibilizar instalações para os pescadores da cidade cumprirem quarentena. "Sugerimos que os pescadores que testaram negativo à covid-19, mas que têm de ficar em quarentena, façam um regime que, não sendo de isolamento total, os permita trabalhar nos barcos, mas ao final do dia, em vez de irem para casa, recolham a um dos nossos apoios de retaguarda, de onde sairão, no dia seguinte, exclusivamente para a sua atividade", explicou a presidente da câmara, Elisa Ferraz, à agência Lusa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG