Tragédia

Bailarino ucraniano continua desaparecido no mar de Gaia

Bailarino ucraniano continua desaparecido no mar de Gaia

Após dois dias de operações de vulto, as buscas serão retomadas esta sexta-feira com patrulhamentos de rotina nas praias.

O bailarino ucraniano Ilya Romanskiy, de 21 anos, é dado como desaparecido no mar e presumivelmente afogado desde as 16.45 horas de terça-feira.

As buscas, que envolveram meios de vulto durante dois dias, serão retomadas na manhã desta sexta-feira, ao nascer do sol, mas já num nível operacional menor, com patrulhamentos de rotina nas praias de Gaia.

PUB

O helicóptero da Força Aérea que sobrevoou a costa durante 48 horas e os mergulhadores dos Sapadores de Gaia que esquadrinharam as rochas da Praia de Canidelo foram desmobilizados ao cair da noite de ontem.

Esta sexta-feira, a Capitania do Porto do Douro manterá as operações com uma embarcação salva-vidas e com patrulhas pelos areais.

Ilya deixou de ser avistado quando foi dar um mergulho na companhia de colegas do Royal Russian Ballet, alojados em Gaia com vista à realização do ballet "O Lago dos Cisnes", marcado para a noite de ontem, no Coliseu do Porto. O espetáculo foi adiado para dia 19.

O outro bailarino que acompanhou Ilya no mergulho foi resgatado com a ajuda de surfistas. Sofreu ferimentos ligeiros e recebeu tratamento hospitalar. Já recebeu alta.

Um dos surfistas também esteve em dificuldade: foi socorrido por um salva-vidas e não precisou de assistência médica.

O incidente ocorrido na Praia de Canidelo está a ser acompanhado por funcionários do Consulado da Ucrânia no Porto.

Contactada pelo JN, a missão diplomática ucraniana diz dispor de "informação oficial e completa sobre o trágico acontecimento" e expressa "enorme agradecimento" às autoridades portuguesas pelas "operações de busca iniciadas de imediato, pelo profissionalismo e pela cooperação".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG