Vila Nova de Gaia

Centro Hospitalar de Gaia com 50 novos enfermeiros

Centro Hospitalar de Gaia com 50 novos enfermeiros

O Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho disse que entraram ao serviço, esta quinta-feira, 50 novos enfermeiros para colmatar a alteração horária das 40 para as 35 horas semanais.

"Precisamente hoje entram ao serviço 50 novos enfermeiros, de forma a colmatar a passagem das 40 para as 35 horas semanais, revelando o excelente trabalho quer da Direção de Enfermagem, quer do Serviço de Recursos Humanos para minimizar o impacto desta alteração", refere um comunicado do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho (CHVNG/E) enviado à agência Lusa.

No texto, o CHVNG/E reitera as declarações proferidas há dois dias do presidente do Conselho de Administração, António Dias Alves, quando anunciou a chegada, num prazo de duas semanas, de 96 profissionais no âmbito das substituições solicitadas à tutela.

"O programa de adequação de pessoal, desenvolvido pela tutela, irá permitir ao CHVNG/E a contratação de mais 96 profissionais [de que fazem parte os 50 novos enfermeiros]", lê-se na nota de imprensa, em que o hospital explica que "no mesmo âmbito, serão convertidos os vínculos profissionais de 55 profissionais".

Ainda como reflexo desse reforço de pessoal, continua o documento, este brevemente irá "permitir a contratação de mais profissionais por substituição - quer de saídas definitivas, quer por ausências prolongadas superiores a seis meses".

"O CHVNG/E concorda com a necessidade de adoção urgente de medidas para combater o absentismo abusivo, anunciado pela tutela", reitera.

A informação surge no dia seguinte à denúncia avançada pela Bastonária da Ordem dos Enfermeiros (OE) em torno dos serviços de urologia e cirurgia vascular do CHVNG/E, de que havia apenas um enfermeiro a funcionar por turno.

O hospital reitera que, "tal como previsto na escala para julho, em vigor desde o dia 1, e ao contrário do que foi comunicado pela Bastonária da OE, foram destacados para estes serviços quatro enfermeiros no período da manhã, três para a tarde e três no período noturno, tal como é visível no mapa de planeamento a que a Ordem dos Enfermeiros teve acesso".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG