Tecnologia

Fujifilm abre em Gaia o maior centro de assistência na Europa

Fujifilm abre em Gaia o maior centro de assistência na Europa

A multinacional Fujifilm apresentou nesta terça-feira o seu centro de assistência técnica, em Gaia. O Global Service Center inclui um centro de reparação de endoscópios e o maior centro de assistência técnica da Europa para a gama de câmaras digitais e objetivas da marca.

A empresa, presente em Portugal desde 1967, tem o seu foco de ação dividido em três áreas distintas: "Imaging", captura e impressão da fotografia, "Graphic Communication", incluindo sistemas de impressão digital de grande formato, soluções de software para gestão de fluxo de trabalho) e "Healthcare", incluindo um "extenso e abrangente portfólio de soluções médicas que permitem dar resposta ao nível da prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças".

A vertente de apoio a cuidados de saúde inclui sistemas de TAC, ressonância magnética, raio-X, inteligência artificial, PAC (sistema de comunicação e arquivo de imagens), saúde da mulher, endoscopia, ecografia, ciências da vida e veterinária.

PUB

"É um orgulho enorme para o nosso país e para as nossas equipas, reforçarmos a nossa posição no contexto da Fujifilm Europa e Internacional. O CRS (Camera Repair Service) é mais um centro de serviços especializados que conseguimos captar para Portugal, prestando serviços profissionais especializados a dezenas de países na Europa, África e Médio Oriente", sublinha Pedro Mesquita, diretor-geral da Fujifilm para Portugal e Espanha.

"Neste momento, o Global Service Center de Portugal é o maior a nível europeu, e o nosso objetivo passa por continuar a reforçar a nossa posição competitiva, atraindo para o país mais centros de serviços", acrescenta ainda Pedro Mesquita.

O novo centro prestará serviços a países como Portugal, Espanha, Suíça, Bélgica, Holanda, Áustria, Alemanha, República Checa, Dinamarca, Grécia, Hungria, Croácia, Itália, Islândia, Lituânia, Malta, Polónia, Suécia, Eslováquia, Israel e África do Sul. A curto prazo serão abrangidos França, Eslovénia e Irlanda.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG