Vila Nova de Gaia

"Gaia Todo Um Mundo" é nova marca do concelho

"Gaia Todo Um Mundo" é nova marca do concelho

O concelho de Gaia tem uma nova marca. "Gaia Todo Um Mundo" é o lema que pretende conferir notoriedade nacional e internacional ao município.

Afirmar o concelho no contexto nacional e conferir-lhe um cunho internacional figuram entre os principais desideratos da criação da marca "Gaia Todo Um Mundo". Para Eduardo Vítor Rodrigues, o presidente da Autarquia gaiense, o tempo é de "atrair investimento e emprego". Num município que já tem o Vinho do Porto como cartão de visita, "expandir a atividade empresarial, dentro e fora do país", é o caminho natural a seguir.

Gaia "é o terceiro concelho mais populoso de Portugal, a seguir a Lisboa e a Sintra, e tem uma área quase cinco vezes superior à do Porto". Estes são outros argumentos, de ordem geográfica, invocados pelo autarca e que acentuam o potencial gaiense.

Na agenda para o desenvolvimento sustentável, associada à nova marca, Eduardo Vítor Rodrigues elenca 10 pilares: "Educação, saúde, emprego, inovação, criatividade (cultura, arte e desporto), ambiente, cidadania, informação transparente, crescimento económico e mobilidade."

Entre as personalidades que aplaudem a afirmação da autarquia e a sigla "Gaia Todo Um Mundo", destaque para o bispo do Porto, D. António Francisco dos Santos. "Queremos ser cada vez mais um concelho acolhedor", afirma, juntando-se ao empreendedorismo que orienta a iniciativa.

Também Sebastião Feyo de Azevedo, reitor da Universidade do Porto, concorda com a campanha de internacionalização. "É imperioso juntar sinergias. No tempo em que vivemos, é necessário pensar a região à escala global", diz, equiparando Gaia a Budapeste (Hungria), sobretudo por serem cidades banhadas por rios de extrema beleza: Douro e Danúbio.

Hermínio Loureiro, presidente do Conselho Metropolitano do Porto, diz que "faz todo o sentido" esta promoção. "Há muito tempo que defendo a existência de marcas territoriais. Gaia tem coisas únicas. Há orgulho pelo passado, confiança no presente e esperança no futuro. Quinze dos 20 concelhos mais exportadores de Portugal estão na Região Norte e Gaia é um deles", sublinha o responsável pelo Conselho Metropolitano e líder do Executivo da Câmara de Oliveira de Azeméis.

PUB

Para a presidente da Inovagaia, Maria Cândida de Oliveira, a ausência de uma marca "era uma grande lacuna e uma menos-valia para a cidade". Atribuindo essa falta à "subalternidade ao Porto e ao conformismo dos gaienses", encara esta mudança de atitude como uma "revolução de mentalidades" e mostra-se "entusiasmada" pela ambição do projeto.

Manuel Novaes Cabral, à frente do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto, é outro entusiasta. Em 2015, as Caves, em Gaia, bateram um recorde, com mais de um milhão de visitantes. Todos pagantes. "Quando é aberta uma garrafa em Tóquio (Japão) ou no Rio de Janeiro (Brasil), as pessoas querem saber onde foi produzido o vinho e onde é armazenado. O vinho é um elemento de projeção do território", sustenta, para ilustrar a fama mundial que o precioso néctar, e por inerência o município, desfrutam.

O turismo é uma fonte de receitas e um filão ainda com muito para explorar. Num ano em que todos os números do sector estão a ser puxados para cima, o responsável pelo Turismo do Porto e Norte de Portugal, Melchior Moreira, congratula-se com o arrojo de Eduardo Vítor Rodrigues. "Até julho, registámos 3,5 milhões de dormidas. É uma subida de 15%, quando a média nacional ronda os 10,2%. Na loja de Gaia recebemos a visita de 9000 franceses e estou certo que, no futuro, o número continuará a subir. Também há muitos espanhóis. Gaia é uma marca forte, inovadora e atrativa", explica.

Freire de Sousa, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), partilha a opinião que a aposta gaiense tem tudo para dar certo. "Urgia que aparecesse com uma imagem própria", refere, ao dar conta de um "concelho com um desenvolvimento empresarial diversificado" e fortalecido por "um envelope de 31 milhões de euros de fundos estruturantes".

"Gaia Todo o Mundo" já dá nome a uma bicicleta e a uma marca de vinho. A bicicleta está pronta e será colocada à venda, em breve, no mercado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG