Vila Nova de Gaia

Novo padre de Canelas escoltado mais uma vez pela GNR

Novo padre de Canelas escoltado mais uma vez pela GNR

Pelo quarto domingo consecutivo, o novo padre de Canelas, Gaia, saiu da igreja escoltado pela GNR e sob protestos e assobios de centenas de pessoas que exigem o regresso do antigo sacerdote, destituído pela Diocese do Porto.

Vestidas de preto e com t-shirts com a imagem do antigo pároco Roberto de Sousa, as pessoas concentradas à porta da igreja iam cantando e gritando "Roberto, o povo está contigo", empunhando bandeiras negras onde se lia "A igreja passou a tribunal, só saem com escolta policial", enquanto decorria a homília.

A decisão de afastar o padre Roberto de Sousa da paróquia de Canelas foi tomada em finais de julho pela Diocese do Porto, tendo chegado a haver um recuo a meio de setembro, mas a determinação ficou concretizada no início de novembro.

O novo sacerdote, Albino Reis, aproveitou a oração do "Pai-Nosso" para dizer "livrai-nos de toda a perturbação", em vez de "livrai-nos de todo o mal", numa alusão ao que acontecia no exterior.

A terminar a Eucaristia, o sacerdote pediu aos católicos para se reunirem na próxima quinta-feira, no Salão Paroquial de Canelas, para se encontrarem novos ministros da comunhão, acólitos, leitores, cantores e catequistas, dado se terem demitido em protesto com a saída de Roberto de Sousa.