APDL

Obras no cais de Gaia suspensas após críticas de operadores turísticos

Obras no cais de Gaia suspensas após críticas de operadores turísticos

As obras da responsabilidade da Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) que arrancaram segunda-feira no cais de Vila Nova de Gaia e que geraram críticas dos operadores turísticos que ali operam foram suspensas esta terça-feira.

Em declarações à agência Lusa, o diretor de navegação da Douro Azul, Hugo Bastos, um dos operadores que criticaram o arranque da empreitada "em plena época alta do turismo", como referia um comunicado conjunto remetido à agência Lusa, disse hoje que foi realizada uma reunião com a APDL e que foi decidido recalendarizar a obra.

Já em resposta escrita, a APDL confirma a suspensão da obra e informa: "Na sequência da reunião com os operadores, e ponderados os argumentos apresentados, foi decidido recalendarizar a execução da obra e diferi-la para momento em que os impactos na operação sejam mais reduzidos".

Hugo Bastos apontou que ficou decidido fazer uma nova reunião para ser articulada uma nova data para a empreitada, mostrando expectativa de que isso aconteça "a partir de novembro".

"Ficamos satisfeitos com o desfecho rápido desta situação. A APDL foi sensível às nossas preocupações e agradecemos isso. Esta decisão vai ao encontro dos padrões de qualidade que se exigem que sejam oferecidos aos passageiros", disse o diretor de navegação da Douro Azul.

Na segunda-feira vários operadores turísticos que operam no cais de Vila Nova de Gaia, distrito do Porto, manifestaram-se "revoltados" por causa do início de uma obra da responsabilidade da APDL.

Em comunicado conjunto, os operadores afirmam que o cais estava "transformado em estaleiro de obras, em plena época alta do turismo" e manifestaram dificuldade em "gerir todo o fluxo de operacionalização nesta fase".

Também na segunda-feira, sobre o projeto, a APDL explica que será regularizada toda a plataforma, repondo as necessárias condições de drenagem e suprimindo obstáculos existentes no pavimento, tais como antigos troços de carris, depressões e desnivelamentos de tampas em caixas de infraestruturas.

ver mais vídeos