Vila Nova de Gaia

Padre de Canelas só sai da igreja escoltado

Padre de Canelas só sai da igreja escoltado

O novo padre de Canelas, Gaia, teve que voltar a ser escoltado pela GNR. À saída da sua segunda missa dominical, foi apupado e insultado por centenas de pessoas. E nem o bispo do Porto escapou aos "mimos".

Apesar de um cartaz ostentar o slogan "Não à violência!", os ânimos exaltaram-se no final da eucaristia. Os fiéis que assistiram à missa do padre Albino Reis foram recebidos com um cântico que dizia: "Peço-vos perdão pelos que não creem, não adoram, não esperam e não amam".

O novo pároco, que continua a ouvir gritos de ovação ao padre Roberto, acabou apupado e insultado à saída da igreja, tendo novamente que ser escoltado pela GNR. "Badalhoco!", "Corta o cabelo e a barba!" e "Tem apresentação!" foram alguns dos "mimos" que se ouviram. E nem D. António Francisco dos Santos escapou. "O Bispo do Porto é um ditador!", "É um Judas!", gritaram os fiéis, no meio de uma multidão em que algumas pessoas usavam camisolas pretas com a frase "Cristo foi traído. Quem o traiu retirou as consequências".

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa