Vila Nova de Gaia

Portões da igreja de Canelas lacrados

Portões da igreja de Canelas lacrados

Os portões da igreja de Canelas, em Gaia, foram lacrados com um produto químico este domingo de manhã. A GNR teve que rebentar a fechadura com um martelo.

O movimento "Uma Comunidade Reage", que há meses contesta a saída do padre Roberto Sousa e a sua substituição pelo padre Albino Reis, descarta qualquer responsabilidade no caso.

A situação surpreendeu o sacristão, que chegou por volta as 10 horas, para os preparativos da missa das 11. Impedido de aceder ao templo - os portões estavam lacrados com "bucha química" - alertou as autoridades.

Militares da GNR do posto de Canelas deslocaram-se então para o local e abriram os portões, com recurso a um martelo.

O incidente não atrasou a missa, que começou às 11 horas, como é habitual aos domingos.

No exterior da igreja, o grupo de paroquianos do movimento "Uma Comunidade Reage" voltou a juntar-se em protesto, contestando o padre Albino Reis e exigindo o regresso do padre Roberto Sousa.

A GNR manteve-se junto à igreja, à semelhança do que tem acontecido todos os domingos de manhã, devido aos protestos da população.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG