Autárquicas 2021

Renato Soeiro: "Probabilidade do Bloco eleger um vereador é grande"

Renato Soeiro: "Probabilidade do Bloco eleger um vereador é grande"

Renato Soeiro volta a encabeçar a lista do BE à Câmara de Gaia e diz que o Executivo municipal fica a ganhar se houver mais pluralismo.

Renato Soeiro vai a votos pelo Bloco de Esquerda para a Câmara de Gaia, tal como em 2017. Desta vez, o candidato estava para ser Luís Monteiro, mas este foi forçado a desistir. Renato Soeiro admite que o BE possa eleger um vereador e considera que esse cenário beneficiaria o debate de ideias.

Para o Bloco, a habitação é uma questão central?

Em Gaia há uma Estratégia Local de Habitação, na base de um programa que o Bloco ajudou a construir, chamado 1.º Direito. Prevê-se um investimento superior a 150 milhões de euros. A Câmara terá 143 milhões e haverá mais alguns milhões de outras entidades, como as Misericórdias. Vejo isso como uma reforma estrutural, porque vai entrar uma quantidade gigantesca de habitação a custos controlados. Estaremos a retirar as classes médias das garras da especulação imobiliária, do mercado e da banca.

A Saúde é outro tema sensível...

O Governo tem desinvestido na Saúde. A falta de investimento foi tal, que para um hospital que é mais do que municipal, Gaia/Espinho, teve que ser a Câmara a ter que tirar do seu orçamento três milhões de euros para que fosse para a frente. Três milhões é muito para uma Câmara, não é nada para um Orçamento de Estado, e vi isso como uma bofetada de luva branca para António Costa. É miserável que o hospital estivesse parado por causa de três milhões. O Governo falhou nisso e no programa dos cuidadores informais, que o Bloco ajudou a criar. O movimento desenvolveu-se, mas o Governo ficou aquém das necessidades. Mais uma bofetada de luva branca. Gaia disse OK, o Governo não faz aqui, fazemos nós. E neste momento está a ser desenvolvido um programa em Gaia. Não somos os autores, mas valorizamos esse tipo de atitude.

Defendem também um novo modelo de creches?

PUB

A questão das creches é fundamental. Deve avançar-se com uma rede da Câmara e das Juntas de Freguesia. Tem que ser um serviço público gratuito, como é a escola básica, secundária e por aí fora. Há muita falta disso. Até para combater a quebra da natalidade.

Qual é a meta eleitoral do Bloco?

O resultado depende dos eleitores. O nosso slogan é constituído por duas partes: "Uma Câmara mais plural, um concelho mais igual". Neste momento, a Câmara tem nove vereadores do PS e dois do PSD. Com nove vereadores é um regime pré-coreano. Da última vez ficou 9-2, se eu tivesse sido eleito tinha ficado 8, maioria absolutíssima do PS, um (BE) e dois (PSD). Seria pior ou melhor? Haver mais pluralismo no Executivo melhora o debate e as decisões. A probabilidade de o Bloco ter 8% ou 9% para eleger um vereador é grande. Está ao nosso alcance. Em 2017, o Bloco teve acima de 9600 votos para a Assembleia Municipal e o nono vereador do PS entrou com pouco mais de 9500.

A desistência de Luís Monteiro, acusado de violência doméstica por parte de uma antiga namorada, pode afetar o Bloco?

Não faço a mínima ideia. O candidato agora sou eu. Na altura, o assunto foi debatido. O ex-candidato falou, a Catarina Martins também falou. O assunto está em tribunal, admito que possa haver pessoas incomodadas com isso......Não faço ideia, será o que será.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG