Vila Nova de Gaia

Vendeu há dez anos um carro mas Fisco quer cobrar-lhe imposto de 2008

Vendeu há dez anos um carro mas Fisco quer cobrar-lhe imposto de 2008

Desempregado há meses, António Luís Caetano Pereira devia ter mais com que se preocupar do que o primeiro carro que teve na vida, um Volkswagen Golf de 1988 que vendeu há dez anos e pelo qual o fisco quer cobrar-lhe o Imposto Único de Circulação de 2008, quando, ao que parece, o veículo foi apreendido pelas autoridades em 2004.

Simplesmente confuso, este cenário torna-se ainda mais picante com os detalhes absurdos da burocracia.

O caso, pelo menos a origem do caso, é do mais vulgar que há. Quem vende um carro não verifica se o comprador o legaliza, quem compra não esmiúça devidamente o cadastro do veículo ou, ainda, é consabido que carro vendido a negociante de automóveis só muda legalmente de mão quando este encontra um novo dono. Porém, há contornos inéditos e, ainda, caricatos.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa