JN Rede de Notícias

Ana Rita Mendes, uma escuteira em Beirute a tentar confortar o Líbano

Ana Rita Mendes, uma escuteira em Beirute a tentar confortar o Líbano

Ana Rita Mendes, 21 anos, escuteira residente em ​​​​​​​Chaínça, Abrantes, foi apanhada na confusão que reina no Líbano mas dali não quis sair e integra hoje uma equipa de mais de 5 mil escuteiros que estão na ruas de Beirute a ajudar a limpar os destroços e a confortar os martirizados cidadãos libaneses.

A explosão que aconteceu em Beirute, no dia 4 de agosto, deixou cerca de 350 000 desalojados ou a viver em condições ainda mais precárias das que já eram visíveis anteriormente, devido à crise económica e financeira que se fazia sentir no país.

A jovem caminheira, ligada ao Agrupamento de Escuteiros de Rossio ao Sul do Tejo desde os oito anos, conta que foi a 16 de julho para aquele país com o intuito de passar férias com uns amigos escuteiros e que acabariam todos por colocar-se à disposição dos que mais precisavam por causa da explosão.

Leia mais em Médiotejo.net

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG