Covid-19

Já morreram 11 infetados no Lar do Pego em Abrantes

Já morreram 11 infetados no Lar do Pego em Abrantes

Onze mortos é o novo balanço do surto de covid-19 no Centro Social do Pego, concelho de Abrantes, disse a delegada de Saúde, adiantando que a última testagem relativa a este surto vai ser realizada na quarta-feira.

"Há a confirmar mais um óbito no Lar do Pego e vamos fazer a última testagem na instituição na quarta-feira, dia 9 de dezembro, uma vez que a capacidade de contágio terá diminuído, face ao tempo que já passou desde o início de um surto que foi detetado a 29 de outubro, e que no dia 2 de dezembro apresentava ainda um total de 16 utentes infetados", disse Maria dos Anjos Esperança.

A delegada de Saúde acrescentou que dos 16 doentes infetados, "quatro estavam hospitalizados e 12 em ERPI [Estrutura Residencial para Pessoas Idosas]", a par de sete profissionais também infetados.

A delegada de Saúde Pública do Médio Tejo afirmou que "ao fim deste tempo, as pessoas, mesmo que positivas, já não são infetantes, e poderão fazer a sua vida normal", reportando-se ao surto que foi detetado em 29 de outubro naquela instituição em Pego, no distrito de Santarém, e que afetou inicialmente 35 pessoas.

"O surto está estabilizado e sem casos novos nos últimos dias", sustentou, destacando a recuperação da doença de vários utentes com mais de 90 anos.

A responsável disse ainda que "já estão a ser feitas algumas alterações no Lar do Pego para tornar a vivência dentro da instituição o mais normal possível, o mais parecido com aquilo que era antes deste surto".

Com 65 utentes e 71 funcionários, a ERPI registou um total de pelo menos 87 pessoas infetadas, dos quais resultaram 11 óbitos entre utentes.

PUB

Maria dos Anjos Esperança disse que os óbitos se reportam a pessoas com idade avançada, com outras patologias respiratórias e cardíacas.

Segundo os dados divulgados esta segunda-feira pelo Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo, o concelho de Abrantes tem 504 casos de covid-19 desde o início da pandemia, 24 óbitos e 269 pessoas recuperadas da doença, estando o município integrado na listagem de risco muito elevado até quarta-feira, dia em que desce para risco moderado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG